• cotidiano
  • Agora com comentários!

    Depois de muito demorar, resolvi habilitar os comentários aqui no Blog. Agora, todos os meus leitores (leia-se Leonardo Paiva e mais alguém) já podem botar pitaco em tudo que escrevo. O sistema é provido pela britânica Enetation, dica do próprio Leonardo Paiva. Com essa colaboração ativa, já posso até considerar o Brogue um legítimo site […]

  • cotidiano
  • O poder dos bebês

    Tanto falamos em bebês em nossa saga colaborativa rumo ao fim do mundo, escrita por mim e por Leonardo Paiva, que até o Google entrou na onda. Vejam um anúncio selecionado por ele para aparecer aqui: Anúncios GoogleBabyslings, vc conhece?Bebê feliz, calmo e sem cólicas! Um jeito “zen” de levar seu filhotewww.babyslings.com.brAnuncie neste site Será […]

  • cotidiano
  • Varig, Varig, Varig

    Tive a feliz oportunidade de voar de Varig pela primeira vez desde o quase sumiço da empresa. Foi uma ponte-aérea Rio-SP. Quantas surpresas! 1 – Pontualidade britânica, na ida e a na Volta.2 – Surpresa negativa: a revista Ícaro parece ter tido suas asas derretidas no calor do momento, e as aeronaves não vêem sabão […]

  • cotidiano
  • Capítulo 10: Deus Ex-Machina

    Com um pequeno atraso, já está no ar o capítulo 10 de nossa saga colaborativa, escrita por mim e por Leonardo Paiva. Neste episódio, descobrimos mais sobre o topetudo Johnny Hellmont e o que ele faz no meio de toda essa confusão.– Leia agora o Capítulo 10– Prelúdio– Capítulo 1– Capítulo 2– Capítulo 3– Capítulo […]

  • Filosofia
  • O peito do pé do Pedro

    O peito do pé do Pedro é pretoO dedo do pé do Pedro é pretoO braço esquerdo do Pedro é pretoO braço direito do Pedro é pretoPedro é pretoPedro não conheceu o paiPedro não consegue arrumar empregoPedro nunca entrou numa universidadePedro ganha menos pelo mesmo trabalhoPedro é sempre parado em blitzPedro é confundido com bandidoE […]

  • literatura
  • Eu ainda sonho

    Eu estou mortoMas já vivi Eu estou mortoMas já amei Eu estou mortoMas já senti o álcool queimar minha garganta como serpente de fogoE gostei disso. Estou mortoMas já investiguei gotas de chuva na janela Já vi Deus no farfalhar das folhas ao vento Já soei o nariz para esconder lágrimas no cinema Já confiei […]